(Por: Ministério da saúde.)

Sintomas

Burnout

A Síndrome de Burnout envolve nervosismo, sofrimentos psicológicos e problemas físicos, como dor de barriga, cansaço excessivo e tonturas. O estresse e a falta de vontade de sair da cama ou de casa, quando constantes, podem indicar o início da doença. 

Normalmente esses sintomas surgem de forma leve, mas tendem a piorar com o passar dos dias. Por essa razão, muitas pessoas acham que pode ser algo passageiro. Para evitar problemas mais sérios e complicações da doença, é fundamental buscar apoio profissional assim que notar qualquer sinal. Pode ser algo passageiro, como pode ser o início da Síndrome de Burnout.

Image

Saiba os principais sintomas.

Cansaço excessivo, físico e mental.

A forma mais comum é a fadiga mental. O excesso de responsabilidades e tensões acumuladas provocam um desgaste metabólico e mental muito grande. O cansaço mental é tamanho que o paciente chega a sentir dor física.

Ineficácia

A sensação de incompetência, que ocorre quando a pessoa se sente sempre desqualificada, pouco reconhecida e improdutiva.

Exaustão

A sensação de que a pessoa está indo além de seus limites e desprovida de recursos, físicos ou emocionais, para lidar com as situações. Mesmo férias ou licenças por motivos de saúde não resolvem o aparente cansaço.

Ceticismo

A reação constantemente negativa diante das dificuldades, a falta de interesse no trabalho, ou, ainda, a falta de preocupação com os resultados. O ceticismo é uma forma de insensibilidade, que pode ser agressiva mesmo em relação a amigos e familiares.

Absenteísmo

É resultado da presença desses elemento quando a pessoa começa a faltar demais ao trabalho.

Presenteísmo

O corre quando o indivíduo vai trabalhar mas está mentalmente ausente ou com o pensamento distante das atividades que realiza.

Ana Maria Rossi, psicóloga e coordenadora no Brasil da "International Stress Management Association" no Brasil (Isma), disse que uma pesquisa realizada pela organização ao longo de 2018 identificou que 72% dos brasileiros têm alguma sequela do burnout, seja em nível leve, intermediário ou alto. Entre essas pessoas, 32% sofrem de burnout.

Gostaria de fazer o teste?

Mais

Outros temas

Image

News

Causas

Síndrome é insidiosa. Ela vai se manifestando aos poucos, sem a pessoa se dar conta. Quando o diagnóstico chega, o indivíduo já está no auge da crise.

Image

News

Tratamento.

O tratamento da Síndrome deve ser orientado por um psicólogo ou psiquiatra, é feito através da combinação de medicamentos e terapias dentre 1 a 3 meses.

contato

De sua opnião ou sugestão sobre o site.